CRO-DF solicita ao GDF medidas para reduzir o impacto financeiro do coronavírus aos profissionais da Odontologia

Por meio de ofício encaminhado ao Palácio do Buriti na tarde desta terça-feira, 24 de março, o Conselho Regional de Odontologia do Distrito Federal (CRO-DF) e as entidades representativas da Odontologia no Distrito Federal, solicitaram ao governador Ibaneis Rocha a adoção de medidas econômicas para reduzir os impactos econômicos provocados pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

No documento, o CRO-DF explica que a pandemia ganhou novas proporções e que centenas de profissionais da Odontologia em todo o DF manifestaram preocupação acerca de seus rendimentos, considerando a necessidade de suspensão dos atendimentos odontológicos eletivos para frear a propagação do vírus.

Entre as medidas solicitadas está a suspensão de todos os tributos no âmbito do Distrito Federal que incidam nas atividades Odontológicas, enquanto houver a vigência do Decreto 40.539/2019, que determina a paralisação das atividades dos profissionais liberais que atuam na área.

O CRO-DF também ressalta a importância da abertura de linhas de crédito pelo Banco de Brasília (BRB) e pede que o GDF interceda junto ao Governo Federal para que medidas tributárias similares sejam praticadas em todo o território nacional por meio da atuação da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil.

Confira o ofício na integra