CRO-DF: Câncer de boca, conheça quais os sintomas e como prevenir a doença

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Hábitos saudáveis são fundamentais para prevenir o câncer de boca.

 

O Conselho Regional de Odontologia do Distrito Federal (CRO-DF) chama a atenção para o efetivo cuidado com a saúde bucal e as ações de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de boca. O câncer da boca, também conhecido como câncer de lábio e cavidade oral, é um tumor maligno que afeta lábios e estruturas da boca, como gengivas, bochechas, céu da boca, língua (principalmente as bordas) e a região embaixo da língua.

Entre os principais fatores que podem levar ao câncer, estão o hábito de fumar cachimbos, narguillé e cigarros, o consumo de álcool, a exposição a agentes oncogênicos, como vírus HPV, herbicidas, produtos químicos e pesticidas. Por isso, é necessário manter hábitos de vida saudáveis, que diminuem o risco de desenvolver a doença. Não fumar, não beber, cuidar da higiene bucal e fazer visitas regularmente ao cirurgião-dentista são atitudes que contribuem para a saúde adequada da boca e, consequentemente, previnem o câncer de boca.

A população precisa estar atenta aos principais sintomas do câncer boca, como o surgimento de feridas na boca, não dolorosas e que não cicatrizam em 15 dias. Além disso, também é possível citar sintomas como ulcerações superficiais, indolores (podendo sangrar ou não) e manchas esbranquiçadas ou avermelhadas nos lábios ou na mucosa bucal. Dificuldade para falar, mastigar e engolir, dor e presença de linfadenomegalia cervical (caroço no pescoço) são sinais de câncer de boca em estágio avançado.

A consulta com o cirurgião-dentista a cada seis meses é ideal para avaliação e prevenção da doença, considerando ser uma doença silenciosa e assintomática em estágio inicial. A cirurgiã-dentista Claudia Baiseredo ressalta a importância do profissional da Odontologia no diagnóstico do câncer de boca.  “O cirurgião-dentista estomatologista é o profissional especializado em doenças da boca. Ele sim fará o diagnóstico preciso da doença através de busca ativa e de exames clínicos

da cavidade oral. Uma vez detectado o câncer de boca, o estomatologista encaminhará o paciente ao médico que fará o tratamento da doença”, pontua a Dra. Claudia Baiseredo.

É importante destacar que o câncer de boca, se diagnosticado no início e tratado de maneira adequada, tem cura, e o tratamento envolve cirurgia e/ou radioterapia. A avaliação médica, conforme cada caso, vai decidir qual a melhor estratégia. Essas armas podem, aliás, ser usadas de forma isolada ou associadas. Tanto a radioterapia, quanto as cirurgias têm bons resultados em lesões iniciais. Em alguns casos mais graves, a quimioterapia também entra em cena.

Assista o vídeo abaixo da Dra. Claudia Baiseredo:

 

CONTINUE LENDO

BLOG

COMUNIDADO!

O CRO-DF comunica que a Delegacia de Taguatinga-DF estará fechada entre os dias 16 e 30/05/2022. As atividades normais serão retomadas no dia 31/05, a

Agendamento de Atendimento Presencial.

Escolha o local do agendamento abaixo: